sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Como Escolher a Fechadura Certa para sua Casa

 
como_escolher_a_fechadura_para_sua_casa
A segurança é um ponto que deve ser priorizado quando trata-se de moradias, sendo que as mesmas devem possuir toda a proteção possível e necessária para que os moradores da mesma possam realizar atividades sem algum tipo de medo, sabendo que estão devidamente seguros naquele estabelecimento, sem precisar preocupar-se com o mundo afora.
Para realizar este tipo de segurança, é necessário que as fechaduras de sua casa estejam completamente bem colocadas e os modelos devem ser os corretos para que não haja algum tipo de problema envolvendo o lar, sendo que há algumas formas de escolher as fechaduras de forma certa de sua casa.

Para escolher a fechadura correta, um dos pontos que você deve reparar inicialmente é o design da mesma, sendo que o material com que ela é feita deverá combinar e condizer com todos os outros itens presentes no ambiente, fazendo uma decoração completa e harmoniosa por todo o cômodo, sem deixar que a mesma chame mais a atenção que o restante dos enfeites que foram introduzidos no local, pois isto poderá causar poluição visual no ambiente, fazendo com que muitos observadores fiquem confusos ao olharem os diversos objetos presentes em um espaço pequeno, ou seja, priorize a harmonia.

O segundo ponto e o considerado mais importante é que a fechadura deverá oferecer toda a segurança possível para os habitantes de uma casa, fazendo com que os mesmos possuam toda a proteção necessária. Para escolher uma fechadura corretamente observando este ponto é indicado que você verifique qual será o grau de utilização deste item, sabendo o quanto o mesmo deverá ser resistente, além de quão seguro é necessário estar, verificando qual o grau de arrombamento de uma fechadura deverá resistir.

Para as portas da frente, é necessário que a mesma resista a arrombamentos mais do que as que estarão dentro da casa, assim será necessário introduzir uma fechadura de latão, considerada a mais segura.

Dentro dos cômodos da casa, proporcionando melhor estética, poderão ser introduzidas fechaduras feitas de alumínio, até mesmo porque as mesmas possuem uma forte resistência e podem ser frequentemente utilizadas sem algum problema.

Fonte: dicasvip.com
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Como Escolher a Telha Ideal para Minha Casa

como_escolher_a_telha_ideal_para_minha_casa
São muitas as opções de telhas disponíveis no mercado. A inclinação da cobertura, seu desempenho térmico e acústico, o tipo de ambiente que será protegido e o acabamento desejado para o telhado são alguns dos fatores que devem ser levados em consideração na definição do produto mais indicado para cada obra. É claro que, além dos aspectos técnicos, a verba disponível para a obra também pesa na escolha das telhas.
Mas nem sempre o produto mais barato é o mais econômico: às vezes uma telha pode ser um pouco mais cara, mas sua instalação é menos trabalhosa, proporcionando economia de mão de obra.
TIPOS DE TELHAS

Cerâmica:
As telhas cerâmicas são boas opções para construções menores, como casas e sobrados. São encontradas nos modelos colonial, paulista, plan, francesa, romana, portuguesa e duplana, que variam em relação ao peso, às dimensões e ao consumo por metro quadrado. Uma telha romana com 44,5 cm de comprimento por 25,2 cm de largura, por exemplo, tem cerca de 3,4 kg e consumo de 13,4 peças/m². Alguns produtos são esmaltados e outros banhados com resinas que evitam a formação de fungos e bactérias e aumentam a durabilidade das peças.

Fibrocimento:
São a versão moderna das antigas telhas de amianto. Bastante versáteis, têm modelos indicados tanto para construções mais simples quanto para grandes obras. As telhas onduladas são bastante populares, com peso variando de 11,5 kg a 65 kg, dependendo das dimensões e da espessura (5 mm, 6 mm ou 8 mm).

PVC:
Matéria-prima tradicional de tubos e conexões para água fria, o PVC também é usado na fabricação de telhas. As peças são encontradas em placas com perfis que imitam as telhas coloniais, além de modelos ondulados e trapezoidais. Destacam-se pela leveza - uma placa de 2,30 m de comprimento e 0,88 m de largura pesa cerca de 10 kg. As peças são fixadas com parafusos a estruturas metálicas ou de madeira.
Madeira:
Dão um tom mais rústico às construções. Uma telha de 40 cm de comprimento por 20 cm de largura pesa apenas 0,5 kg. O consumo é semelhante ao das peças cerâmicas e de concreto - cerca de 10 unidades/m², mas sua instalação é mais complexa, pois todas as telhas devem ser pregadas. Para garantir sua durabilidade, as peças passam por tratamento antifungo.
Policarbonato:
Propiciam passagens de luz em coberturas com telhas de fibra ou fibrocimento. Também podem ser utilizadas em toda a cobertura, como no caso de garagens e jardins de inverno. As telhas apresentam transparência de até 90%, resistência a impactos (200 vezes maior do que o vidro) e à ação dos raios solares.
Polipropileno:
Os modelos ondulado e trapezoidal são os mais comuns, aplicados em obras residenciais, comerciais e industriais. São resistentes aos raios solares e apresentam 70% de transparência. Encontradas em peças com 1 m e 1,2 m de largura e comprimento variável de 1,1 m a 6 m.

Concreto:
Comparadas às telhas cerâmicas, são resistentes às condições climáticas do litoral e ao granizo. Produzidas em diversas cores, também podem servir como elemento de decoração do projeto. São um pouco mais pesadas do que as peças cerâmicas, mas podem apresentar maior resistência mecânica, o que minimiza as chances de quebra durante o transporte e a instalação.

Metálicas:
Os modelos ondulados podem ser aplicados em construções menores, mas, em geral, essas telhas são mais indicadas para grandes coberturas, como plantas industriais, shoppings e supermercados. Alguns modelos são combinados com uma camada de isopor, que melhora o isolamento térmico da cobertura. O produto também pode ser utilizado em fechamentos laterais.

Vidro:
Criam passagens de luz em coberturas com telhas de cerâmica ou de concreto. No mercado há peças compatíveis com diversos modelos. Em telhados sobre forros, podem ser usadas para evitar que animais de hábitos noturnos (morcegos, ratos, baratas, etc.) utilizem o local.

Fibras:
As telhas ecológicas são feitas de fibras vegetais a partir de material reciclado. Há no mercado modelos para a cobertura residencial ou comercial e para construções sem forro, como varandas e beirais. Vêm coloridas de fábrica, mas aceitam pintura. Por serem leves - uma peça de 2 m x 1,05 m pesa cerca de 7 kg - essas telhas exigem uma estrutura menos robusta para sua sustentação, resultando em economia de madeira.

Fonte: equipedeobra.pini.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Como Escolher o Rejunte Certo para sua Casa

como_escolher_o_rejunte_certo
Chegou a hora de rejuntar os pisos e revestimentos da sua obra. Nesse momento, não há como fugir da dúvida: como escolher a cor adequada para cada tipo de piso e revestimento? 

A primeira coisa a ser levada em conta é a intensão. Se o piso ou revestimento é branco e o proprietário rejunta de preto,qual é a intensão que o morador que passar para quem vai a sua casa? Com certeza a intensão é chamar a atenção às peças de maneira individual, pois o rejunte contrastante ao piso cria um quadro branco. Mas se intensão é chamar a atenção para o ambiente como um todo,então o proprietário vai procurar um rejunte que combine com o tom do piso ou revestimento. 

Neste caso, como escolher a cor certa para o piso ou revestimento já colocado:

1° - Pegue 2 pedaços pequenos de cada piso ou revestimento 

Depois de adicionar água e virar uma pasta, ele muda de cor, mas após secar ele ficará como o pó do saquinho. Então peça para o vendedor colocar um pouco do pó entre os 2 pedaços que você levou até a loja. Se perceber que a cor é a desejada, é só comprar a quantidade que precisar. 

2° - Esqueça a cartela; 

Usar a cartela de cores disponível na loja de materiais para construção nem sempre é a melhor opção. Na cartela de cores elas são vivas até demais, isto significa que você pode acabar escolhendo pelo o que a imagem mostra, mas se frustrar quando o rejunte chegar na sua casa.

Fonte: bonde.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Cuidados na Hora de Instalar os Enfeites de Natal

cuidados_com_enfeites_de_natal
Chegou dezembro e com ele a temporada de decoração de Natal. Na busca por uma bela iluminação, alguns perigos ameaçam a segurança das pessoas e das edificações: o uso inadequado das lâmpadas e os procedimentos equivocados na instalação.

Muitas pessoas compram caixas de pisca-pisca ou lâmpadas nos bazares, de procedência duvidosa, sem certificação alguma e com instruções em língua que desconhecemos. É o primeiro erro, que dá sequência a outros, como o fato de amarrar estas lâmpadas na árvore da frente da casa, mesmo este material podendo não ser específico para uso externo. Ou então inserir uma luz na outra, já que o fabricante produz o plug de forma a permitir esta prática.

Os equívocos continuam. Para alimentar o conjunto, as pessoas usam uma extensão sem condutor de proteção (fio terra), que passará por todo o jardim até atingir uma tomada que em geral é de dois polos (sem aterramento) e sem proteção de DR. Além disso, a carga não é adequada nem para o fio da extensão nem para a tomada que está sendo utilizada.

Os perigos? Choque elétrico e uma sobrecarga que pode iniciar um pequeno incêndio que virará uma grande tragédia em poucos minutos.

Lembre-se: um simples descuido pode gerar graves acidentes! Pense muito bem antes de instalar seus enfeites de Natal. Procure um profissional habilitado e compre produtos adequados e seguros.

Siga estes conselhos:

- Escolha com cuidado os cordões de luz, mangueiras e pisca-piscas. Eles devem ser de boa procedência e certificados pelos institutos controladores de qualidade.
- Antes de instalar os artefatos, especialmente os já utilizados anteriormente, verifique sua condição geral e preste atenção às emendas e à película plástica isolante.
- Emendas e conexões devem estar protegidas com fita isolante de boa qualidade.
- Assegure-se de que a capacidade e a resistência dos condutores, tanto da fonte de energia quanto dos enfeites em si, sejam compatíveis com a carga elétrica requerida, observando o correto dimensionamento de cabos e fios.
- Confirme se a tensão das lâmpadas é compatível com a tensão da rede.
- Só ligue o equipamento na tomada após a conclusão da montagem, para evitar acidentes por falhas no isolamento de fios ou nas emendas.
- Nunca toque na fiação nem substitua lâmpadas queimadas com o aparelho ligado à fonte de energia.
- Na ornamentação de exteriores (como fachadas, jardins, varandas e grades), o cuidado deve ser redobrado. A umidade e a presença de água são fatores que elevam bastante a probabilidade de acidentes.
- Não instale objetos decorativos nas proximidades da rede pública de energia e jamais use os postes para ornamentação.
- Não faça nenhuma instalação se você não tem conhecimento prévio de segurança elétrica. O correto é contratar um profissional habilitado para orientá-lo na aquisição de dispositivos e para realizar a instalação.

Fonte: programacasasegura.org
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Consulte Nossa Arquiteta - Corsi Construção

Sem ideia para fazer o acabamento de sua casa ou escritório? Nós ajudamos você!

---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Pastilhas de Vidro

decoração_com_pastilhas_de_vidro
A arte de decorar está a cada dia mais ganhando formas e diferentes estilos, através dos novos elementos e materiais da construção civil. A escolha do revestimento ideal envolve aspectos estéticos e funcionais, mas as pastilhas, em especial as de vidro, são capazes de satisfazê-los perfeitamente.

Pastilhas de vidro são sem dúvida um dos materiais mais charmosos que podemos aplicar nos ambientes, elas são componentes fundamentais para a decoração de um ambiente moderno e sofisticado.

Seu colorido é capaz de dar vida a lugares como banheiros, cozinhas e onde mais forem aplicadas. Brilhantes e de fácil aplicação, tornaram-se um dos revestimentos mais utilizados atualmente por decoradores e arquitetos.

O melhor de tudo é que elas são resistentes a umidade, gordura, e produtos de limpeza e permanecem lindas e brilhantes por muito tempo, além de não estarem vulneráveis a problemas como rachaduras e trincos.

Mas, quais são os cuidados que se deve ter para utilizar esse revestimento, e como compor nos ambientes?

O trabalho com este tipo de revestimento tende a ser mais minucioso, mas os resultados são surpreendentes.

Primeiramente, as pastilhas de vidro são frágeis, e devem ser manuseadas com cuidado para não quebrarem. São apresentadas no mercado em placas geralmente de 1×1 cm, 2×2 cm, 5x5cm e 30×30 cm, formadas por uma rede aonde as peças já vem coladas, com o espaçamento necessário ao rejunte. Em diferentes formatos e tamanhos, podem ser quadradas, retangulares, onduladas ou em formatos personalizados.

O assentamento é simples, deve ser feito em paredes ou pisos (como piscinas) de superfície limpa e nivelada, de preferência sem outro revestimento por trás (quebrar o antigo antes). O formato das placas já facilita, e o rejunte deve ser feito com argamassa específica para pastilhas de vidro, disponível em várias cores.

As cores:
A escolha das cores das pastilhas precisa ser criteriosa, elas devem combinar com os demais elementos para não criar desequilíbrio no ambiente. As pastilhas possuem pigmentos que vão encantar o ambiente com cores intensas. Sua aplicação nas paredes costuma se basear no contraste de duas cores, mas também possibilita criar desenhos por meio de mosaicos.
É preciso cuidado para que pastilhas coloridas estejam junto a mobiliário mais neutro, já as de cor única combinam bem com móveis de mesmo tom, ou parecido.
A cor pode combinar com adereços e acessórios em vidro e espelho. Para quebrar a força da cor, pode-se apostar em móveis brancos, podendo ser misturados com os rústicos, de madeira de demolição.

Compondo o ambiente:
E como compor um ambiente com as pastilhas de vidro? Preferencialmente, utilizá-las de forma que se destaquem em locais pontuais do ambiente, como painéis na cozinha, wc, ou copa, pois o uso em grandes extensões pode “cansar”. Também fica muito bonita aplicada em piscinas e áreas de lazer. Sua textura diferencia um ambiente, podendo ser utilizada para revestir todas as paredes ou aplicada apenas para dar destaque a um local ou mesmo criar um efeito gráfico, como um mosaico.

Locais de aplicação:
Podem ser aplicadas para decoração interna ou externa, geralmente são mais utilizadas em ambientes “molhados”, tais como: cozinhas, banheiros e lavabos.
Um bom exemplo de decoração, para banheiro, com pastilhas de vidro é o revestimento feito com cores preto e branco. Esse contraste é favorável para a iluminação do ambiente e consegue proporcionar um clima harmonioso no local.



Fonte: parqueeuropa.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

Látex Acrílico Fosco Eucatex


Látex Acrílico Fosco Profissional Peg & Pinte 18 litros por R$ 77,90.
Cores Branco e Gelo.
Ofertas válidas até 07/12/2013 ou enquanto durarem os estoques.
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

História da Eucatex

A loja Corsi Material para Construção trabalha agora exclusivamente com a linha de tintas Eucatex, marca reconhecida no mercado de construção e decoração.
Conheça a história da Eucatex.

1951 - 1965
tinta_eucatex
No dia 23 de novembro de 1951 nascia a Eucatex, a primeira empresa brasileira a pensar em conforto ambiental e acústico e a usar o eucalipto como matéria-prima para a produção de chapas e painéis. O embrião da Eucatex foi a Serraria Americana, instalada em 1923, em São Paulo.

A primeira fábrica, hoje conhecida como Unidade Chapas, foi inaugurada em Salto (SP), em 1954. Lá, a Eucatex iniciou suas atividades produzindo forros acústicos e chapas soft de fibras de madeira. Pouco depois passou a fabricar chapas isolantes e acústicas.

Entre 1956 e 1965, a empresa instalou escritórios de representação em várias capitais brasileiras e em Buenos Aires (Argentina).A capacidade de produção aumentou para 100 toneladas/dia. Em 1965 começou a exportar para a Europa.

1966 - 1989
historia_eucatex
Do final dos anos 60 até 1980, a Eucatex inaugurou uma nova fábrica de chapa dura, em Salto, e a Unidade Metálica, em Barueri (SP). Ampliando seus planos de expansão, abriu escritórios na Holanda, nos Estados Unidos e no México.

Foi também nesse período que a empresa começou a produzir tintas, inicialmente apenas para pintura de suas chapas e forros acústicos, e a investir em terras e reflorestamento para garantir a autosuficiência do abastecimento de matéria-prima.

A Eucatex encerrou a década de 80 exportando seus produtos para 50 países e com áreas produtivas divididas em 4 categorias: Florestal, Madeira, Metálica e Mineral.

1990 - Hoje
fabricantes_de_tintas
Com a inauguração de mais uma fábrica em Salto, no ano de 1994, a Eucatex passou a desenvolver em seus laboratórios uma linha completa de tintas e vernizes. Foi também no interior de São Paulo, em Botucatu, que iniciou, em 1996, a fabricação de painéis MDP. Ainda em 1996, os produtos Eucatex ganharam o reconhecimento internacional do FSC®, tornando-se também a primeira empresa brasileira do seu setor a receber a certificação ISO 9001.

Em 2010, uma nova linha T-HDF/MDF, instalada na planta de Salto, deu início à produção de chapas e painéis de alta tecnologia e resistência mecânica para a fabricação de pisos, portas e painéis de divisórias.

Em 2011, a Eucatex completou 60 anos de existência, se mantendo como uma das maiores produtoras de pisos, divisórias, portas, painéis MDP e MDF, chapas de fibras de madeira e tintas e vernizes do Brasil. Com mais de 2 mil funcionários, exporta para 37 países e possui três modernas fábricas em Botucatu e Salto.

Fonte: eucatex.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Como Escolher uma Cuba para seu Banheiro

No mercado atual temos uma grande variação de cubas para banheiro, e a maioria de nós sabe pouco sobre elas, dificultando ainda mais na hora da escolha, seja pensando na funcionalidade ou em qual seria aquela que melhor combina com seu banheiro. O intuito deste post é te deixar mais informado sobre os modelos de cubas existentes, quais suas vantagens e desvantagens e em que tipos de decoração elas irão se encaixar mais, te ajudando assim a chegar à escolha certa ou mais sensata.

Vamos começar falando sobre os tipos de cubas existentes, temos 4 modelos distintos: cubas de apoio, de sobrepor, de encaixe e semi-encaixe. Todas elas podem ser adquiridas em diversos tamanhos, formatos e cores, de acordo com a decoração desejada. A sua escolha final dependerá muito do espaço disponível em seu banheiro e se você prefere um design clássico ou moderno. Mas vamos a análise de cada modelo:


Cubas de Apoio


cuba_de_apoio
As cubas de apoio têm conquistado cada vez mais o mercado, isso ocorre graças a seu design moderno e despojado que proporciona uma cara nova ao ambiente, destacando-se na decoração de seu banheiro.

Porém, ao escolher esse tipo de cuba temos que estar atentos a pequenos detalhes, para que ela não perca sua funcionalidade. Por exemplo: ao escolher o misturador/torneira que será utilizado junto a cuba, fique atento, pois os de encaixe de mesa necessitam ser bem altos, para que ultrapasse sua cuba.

Outro detalhe que vale a pena ser frisado é o formato da sua cuba, dê preferencia aos modelos arredondados ou ovulados, pois os quadrados, apesar de lindos, nem sempre têm um bom escoamento, então fique atento, e caso opte pelos modelos retos, prefira os que têm os cantos mais arredondados possíveis.

Lembre-se sempre que esse tipo de cuba demanda um pouco mais de espaço, por isso, no caso de lavabos ou banheiros que possuem bancada pequena, esse modelo talvez não seja a melhor opção.


Cuba de Sobrepor


cuba_de_sobrepor
Diferente do modelo descrito anteriormente, as cubas de sobrepor resgatam um design mais clássico ao ambiente, mas ainda sim um pouco despojado, pois apesar de encaixadas diretamente na pedra, as suas bordas ficam pra fora (detalhes esse que diferencia esse modelo das cubas de encaixe), dando um toque especial a decoração do seu banheiro.
Além disso, por ficarem um pouco pra fora, demandam menos espaço no interior da sua superfície, ao contrario das cubas de encaixe.
Elas sem duvida se adaptam com perfeição em qualquer ambiente, principalmente em banheiros pequenos, pois não precisam de tanto espaço. Apostar em uma cuba de sobrepor é ter certeza de uma escolha certa.


Cubas de encaixe


cuba_de_encaixe
As cubas de encaixe ou de embutir, como também é chamada, são praticamente iguais as de sobrepor, se diferenciam pelo fato desse modelo se encontrar totalmente encaixado no tampo da sua superfície, e o mesmo tampando as bordas da cuba, como se ela tivesse sido encaixada na parte de baixo da superfície.

Por ser totalmente encaixada, demanda mais espaço no interior de onde ela for colocada, o que pode atrapalhar caso você precise de espaço.
Seu design é totalmente clássico, ou seja, talvez ela não se encaixe tão bem em ambientes com características modernas e despojadas. Porém existem modelos em diferentes cores, o que pode forçar uma harmonia.


Cubas de Semi- Encaixe


cuba_de_semi_encaixe
Esse modelo está entre as cubas de sobrepor e as de apoio, pois ela esta encaixada como as de sobrepor, mas ainda está muito em evidencia, como as de apoio. Tem um design super moderno e como diferencial podem já vir com um porta toalha embutido (vide foto), pois elas ficam pra fora da bancada.

Devemos tomar com ela os mesmos cuidados da cuba de apoio em relação à torneira/misturador, e lembre-se que essas não são encontradas em modelos ovulados ou arredondados, somente em modelos retos, então procure as que tenham os cantos mais arredondados possíveis, para não ter problemas com o escoamento.

Essa e uma cuba extremamente imponente, isso porque ela fica praticamente à frente da bancada, e isso fará com que ela não fique tão bem em lavados, pois podem causar a impressão que o ambiente é menor do realmente é.

Fonte: policentercasa.wordpress.com
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Como Escolher um Bom Pedreiro

 A escolha de um pedreiro confiável é uma das coisas mais difíceis de achar na hora da reforma ou construção de sua casa.

Muitos reclamam que o pedreiro nunca faz nada do jeito é pedido, que ele não é caprichoso, não cumpre prazos, deixa tudo sujo e muito mais. 

Mas ao invés de continuar com a ladainha, que tal seguir algumas dicas na hora de contratar o profissional?


Dicas para contratar um bom pedreiro:

1) Visite as obras recentes dele, converse com os proprietários e pegue referência. 
Não contrate um pedreiro só porque alguém disse que ele é bom. Confira VOCÊ mesmo. 
Verifique se obra  construída ficou boa e se foi entregue dentro do prazo. 
Não ache que isso é perda de tempo.

2) Ele gosta de beber durante o expediente? Se ele disser que sim, não o contrate. Se você pegar ele no “flagra”, converse com o pedreiro e explique a situação. O melhor é evitar discussões desnecessárias. Entrem em um acordo.

3) Decida quem dará as instruções ao pedreiro. 
Umas das reclamações mais comuns são feitas por parte deles, de que os donos da obra nunca sabem o que querem. A esposa pede uma coisa e o marido quer outra. Aí o pedreiro terá razão em reclamar. Combinem dentro de casa quem dará as ordens.

4) Ele cobra uma muito caro? Desde o início negocie os preços com base na sugestão de valores para mão de obra no Sinduscon e no Sintracon do seu estado. Só aceite e contrate aquele que você puder pagar.

5) Percebeu que ele está desperdiçando material? Então fique de olho. Se ele realmente está sendo descuidado, passará a agir de outra forma se você estiver de olho e controlar direitinho.

6) Elabore um simples contrato incluindo as horas de trabalho combinadas e os valores.

São dicas simples, mas muito úteis que valem a pena seguir

Fonte: joli.com.br

---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Dicas para Escolher Metais para seu Banheiro

dicas_para_escolher_metais_para_seu_banheiro
Ao reformar o banheiro da sua casa é comum ficar perdida diante de tantas opções de design nas lojas especializadas. Para tornar sua escolha mais simples e eficiente aqui vão estas dicas:
Comece sua escolha pelas torneiras: são as peças mais caras e como você terá que comprar um conjunto para a cuba, um conjunto para o chuveiro, um conjunto para o bidê ou ducha manual, um conjunto para a banheira (quando houver) e também um registro de fechamento de água e outro para acionamento dos chuveiros, a conta pode ficar salgada.
É bom ter em mente que os lançamentos serão sempre bem mais caros que os modelos mais antigos, portanto faça uma avaliação. Às vezes um modelo lançado há cinco anos tem um design clássico e é um bom investimento. Não se esqueça de levar em consideração qual banheiro será reformado para escolher peças adequadas: as torneiras serão para o banheiro do casal, das crianças, de hóspedes, da empregada ou será um lavabo? Caso você vá reformar vários banheiros, não há necessidade de comprar um modelo diferente para cada ambiente, mas talvez uma peça mais original para o lavabo valha à pena.
Caso opte por metais importados, é super importante checar com seu fornecedor se é necessário a utilização de algum tipo de adaptador para ligação desses metais à tubulação. Uma dica para cortar custos é comprar o registro de fechamento de água de um modelo bem mais simples e barato, pois como normalmente fica dentro do armário do banheiro, ele não é visto e raramente é utilizado.
As torneiras para a cuba podem ser de bancada ou de parede, e essa escolha pode interferir no modelo da cuba a ser utilizado e na diagramação dos armários e dos espelhos sobre a bancada. Após definir as torneiras, parta para o chuveiro e para a válvula de descarga. Mas uma etapa muito importante que não deve ser pulada é verificar a pressão de água do banheiro e o sistema de aquecimento antes de comprar o modelo de chuveiro que você sempre sonhou. Acontece que cada modelo de chuveiro demanda um volume de água, e o equilíbrio perfeito entre chuveiro, pressão de água e o aquecedor ou boiler é fundamental para o bom funcionamento do sistema e para o conforto do seu banho.

Fonte: asdecoradoras.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Piso Porcelanato que Imita Madeira

porcelanato_madeira
Um tipo de piso que tem sido bastante procurado nos últimos tempos, é o porcelanato que imita madeira. Isto acontece por um fator bastante simples, se trata de um piso que não necessita de muitos cuidados com relação a limpeza, sem contar que possui um brilho natural que as pessoas tendem a buscar na madeira natural com alguns produtos específicos (como por exemplo a cera, a enceradeira, entre muitas outras), que acabam por ter uma duração reduzida. Já com o porcelanato este trabalho é menor e os resultados muito melhores.

Então se você está pensando em utilizar esse tipo de piso, saiba que irá encontrar ele com grande facilidade em diversos tamanhos, padrões e preços diferenciados. Veja abaixo algumas especificações que podem ser encontrados atualmente no mercado.

Tamanhos

Como já é de se esperar, os tamanhos das pedras de porcelanato variam bastante de acordo com o fabricante e os modelos lançados. Assim como existem diversos tamanhos para madeira natural, também existem para os porcelanatos. Sendo assim, podemos citar algumas medidas que são consideradas como padrão no mercado, ou seja, que são mais comuns de serem encontradas nas grandes lojas: 90×15 cm, 22×90 cm, 90×16 cm, 45×90 cm, 25×103 cm, e também 24×50 cm. Todas elas podem ser utilizadas e deixarão sua casa linda.

Paginação e colocação

Pelo piso não ser uma madeira e sim um porcelanato, todos os tipos de colocações são viáveis. Mas se você espera proporcionar algum tipo de realismo para o ambiente, opte pelas colocações mais clássicas como a escama de peixe e a longitudinal para peças maiores e mais finas. Já a escama de peixe deve ser utilizada em ambientes grandes pois sua colocação dá sensação de diminuir o espaço já que é bem mais desenhada.
O porcelanato também é uma grande invenção para quem gosta de ter banheiros aconchegantes, pois como a madeira dá um ar de aconchego aos ambientes, o porcelanato faz esse papel e pode ser usado em pisos, paredes, dentro ou fora do box…

Fonte: pisodemadeira.org
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Quinzena Metais Lorenzetti

Quinzena de Metais Lorenzetti. Metais Lorenzetti com 20% de desconto à vista.


---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Dicas de Como Limpar Porcelanato

como_limpar_porcelanatoOs pisos de porcelanato polidos adquirem o seu brilho por si só, a partir do seu polimento. A compactação e alisamento garantem que a reflexão de luz nos pisos seja perfeita. O bom porcelanato que tem um brilho diferenciado, dificilmente suja por ter uma superfície super lisa e que não adere nada. Se o piso de porcelanato polido não brilha como se espera, ele pode estar danificado ou desgastado, com muita sujeira em sua superfície, ou com defeito de fábrica. Quando a superfície do piso está coberta de sujeira, basta limpar o piso corretamente para que ele volte a brilhar. Caso seja defeito de fábrica ou desgastamento e danificação, as peças irão precisar de novo polimento.

Os porcelanatos têm problemas quando perdem o brilho ou aparecem manchas. As manchas causam corrosões ou infiltrações. Estas são muito raras, pois os porcelanatos não absorvem quase nada, mas pode ocorrer. As manchas por produtos químicos são as mais comuns. Se ocorrer manchas desse tipo elas são brancas e ofuscadas. Elas retêm sujeira e tornam o piso mais áspero do que os outros.

Esses problemas têm soluções, pois foram desenvolvidos vários produtos que atuam em cada situação citada. As diferentes manchas têm procedimentos diferentes. As que surgem por produtos químicos, o piso passa a precisar de um novo polimento. Os pisos de porcelanato costumam vir com uma cera protetora por causa do transporte, ela deve ser retirada por ocasionar manchas.

Os pisos de porcelanato polido devem evitar a poeira e sempre serem limpos com detergentes neutros. Os impermeabilizantes podem ser utilizados também. Os produtos multiuso, sabão em pó, ceras, limpa-pedra, limpadores de alumínio, saponáceos, removedores de ferrugens para roupa, cloro, vinagre, desinfetante danificam o porcelanato polido e de forma alguma devem ser utilizados para limpeza.

Pelos porcelanatos serem homogêneos, eles se tornam os mais procurados no mercado, além de muito brilhantes. Os consumidores que comprar o porcelanato são bastante exigentes, ainda mais em relação às manchas e outras imperfeições. Pela fama dos porcelanatos eles são os mais procurados e comprados nos dias de hoje.

Fonte: dicasdelimpeza.com
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Pastilha de Vidro para Decoração

nova_design_pastilhas

Venha conhecer na loja Corsi o programa de Miscelânea da Inova Design que irá ajudar você a escolher a melhor combinação de cores para decorar sua casa.

---

Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Dicas para Manter um Bom Encanamento em sua Casa

dica_para_encanamentoVocê já ouviu algum barulho estranho que advém da parede como se fosse um barulho de água? Ou então que há algum cano solto que quando você abre a torneira e produz um som de uma buzina de carro.

A durabilidade das tubulações, principalmente, em edifícios é difícil estimar um tempo de vida para que possa fazer uma troca antes que causa algum problema. Porém há componentes que se mostram com baixa qualidade e desgaste com o passar do tempo.

Veja uma a lista desses elementos de um encanamento:

- Natureza do material dos tubos e conexões: PVC, PPT, cobre, aço galvanizado ou ferro fundido,
- Tipo de junta: solda, rosca com vedante, fusão pelo calor, fusão por adesivo solvente, anel de borracha elástico,
- Condições de exposição: embutido em alvenaria, dentro de argamassa de contra piso de laje, instalação aparente com e sem incidência de radiação solar, sujeição a variações térmicas, sujeição a movimentações e acomodações estruturais, sujeição a oscilações cíclicas de pressão interna,
- Natureza química e temperatura do líquido transportado pela tubulação — água potável clorada, água quente, esgoto doméstico, águas pluviais e outros.

Vale algumas dicas para manter um bom encanamento:

1) – Pode-se verificar que quando há dois tipos de materiais no encanamento poderá ocasionar futuros problemas, como por exemplo, perder a durabilidades para conduzir água.
2) – Não é adequado fazer remendo nas tubulações porque dependendo do volume de água que passa por ela poderá romper o remendo muito facilmente.

No caso de qualquer dúvida, procure um profissional especializado.

Fonte: joli.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Promoção Amor de Pai sem Medida - Corsi Construção

promocao_dia_dos_pais_corsi_construcao

Na semana do Dia dos Pais a loja Corsi Materiais de Construção vai dar uma trena por dia, de presente para 5 papais sorteados em nossa Fanpage.
Para participar é só curtir nossa página no facebook e indicar um ou mais papais que irão concorrer.
Boa sorte
;)
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
Telefone: (19) 3807.8077

terça-feira, 23 de julho de 2013

Decorar também é buscar inspiração

Ao resolver mudar a decoração, quem nunca desejou 
malas_decoração_corsi_construcao
ter uma peça nova ou ainda um móvel personalizado? Muitas vezes, entretanto, comprar não é a saída mais viável. Nestes casos, nada melhor do que abusar da criatividade e improvisar. Afinal, escadas podem virar boas estantes e baús são ótimos para substituir desde mesas de centro até criados-mudos. 
Na hora de improvisar, itens como caixas, pallets e latas oferecem boas saídas para montar diversos itens do mobiliário. “Personalizar a decoração com tais elementos é interessante, mas a pessoa deve fazer uma peça de cada vez para sentir se gosta do resultado.

estante_criativa_corsi_decoraçao
Entendeu?
A originalidade nasce a partir do momento que você se identifica com a sua maneira de decorar.
Decorar também é buscar inspiração!









Fonte: delas.ig.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
(19) 3807.8077

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Dicas para te ajudar a mudar o planeta

10 dicas para deixar a casa mais ecológica

Que a gente precisa preservar o meio ambiente, todo mundo já sabe. Mas, a questão é: como podemos ajudar a cuidar do planeta com a correria do dia a dia?

torneira_corsi_construcao_meio_ambiente
Há algumas mudanças simples que você pode fazer na sua casa junto com a sua família. Além, de contribuir com a conservação do planeta, dá para deixar o seu bolso mais feliz com as economias.

“Pinga-pinga” da torneira. Ele pode gerar um desperdício de até 46 litros de água em um único dia.

Passe roupas de uma única vez. Usar o ferro com mais aparelhos eletrônicos ligados, pode causar sobrecarga na rede elétrica.

Aproveite o lindo sol. E dê preferência pelas lâmpadas que consomem menos energia.

Mangueira não é vassoura. Ao invés de lavar sua calçada, varra. Se não tiver opção, reaproveite a água que já foi usada para lavar as roupas. O mesmo vale para a lavagem do seu carro.

Boca aberta, torneira fechada. Escovar os dentes com a torneira aberta pode gastar até 25 litros de água. Se possível feche-a durante a escovação e só abra na hora de enxaguar a boca.

De olho no chuveiro. Um banho demorado pode gastar até 180 litros de água.

Vidro, papel, plástico e metal. Separe o lixo da sua casa e se possível mande para reciclagem.

Descarte de óleo de cozinha. Um litro de óleo pode poluir até 10.000 litros de água. Armazene em uma garrafa pet, doe ou venda. Ele pode ser utilizado na produção de sabão em pedra, detergente e biodiesel.

Geladeira consome energia. Às vezes temos o costume de abrir a geladeira para pensar. Evite abri-lá sem necessidade.

Leve a sua ecobag. Quando for ao mercado prefira as sacolas retornáveis.

Fonte: www.meubolsoemdia.com.br
---
Corsi Materiais de Construção
Av.Dr. Carlos Burgos, 2.900
Amparo-SP
(19) 3807.8077